OMG XIS XIS XIS RÓLIQUE

§ xxxHOLiC já passou no Japão. Saiu um torrent com o raw mas não tem nenhum seed =( Gah eu preciso ver. Já botaram a abertura no YouTube. A 19才 (“juukyusai”, domo, kouhai) DESTRÓI. DESTRÓI. Mesmo ninguém tendo 19 anos na série. O mistério ficou para o cabelo da Zashiki Warashi que era preto e ficou azul e o da Ame Warashi que era azul e ficou vermelho, talvez seja licença poética da abertura…

EDIT: review, screenshots e vídeos da OP e ED. A ED é bem legal também e yay for DANCING MOKONA.

§ No capítulo dessa semana de Tsubasa saiu que na próxima edição será anunciado uma “grande novidade”. O que será? Gah.

§ Então tava fazendo o Quivi e achei que seria legal mostrar os ícones dos arquivos na lista, só que a biblioteca gráfica que tou usando não tinha suporte para ícones… bom, fui dar uma olhada no código e mexendo aqui e lá consegui adicionar o suporte… reuni coragem e mandei o código pro cara que faz a biblioteca, esperando como resposta algo como QUE LIXO. E não é que o cara gostou, e gostou tanto que me deu write access no CVS do projeto. Ele me elogiou, quase chorei de emoção. (sim eu sou uma pessoa carente pelo reconhecimento dos outros.)
O que significa que primeiro vou terminar o suporte pra ícones da biblioteca, depois fazer o Quivi, e depois fazer o TBS (vaporware).

§ Eu quero ganhar na Mega Sena e não precisar mais trabalhar nem estudar. Geralmente dizem que se isso acontecesse continuariam a trabalhar e tal mas I CALL BULLSHIT. Eu coçaria o resto da via E SERIA FELIZ COM ISSO.

Van Tomiko – Farewell

Tomiko VanFarewell, o primeiro álbum solo da ex-vocalista do Do As Infinity (péssimo nome para um álbum de estréia btw). Eu não tinha muitas expectativas para este CD; geralmente quando uma banda acaba e os integrantes seguem carreira solo eles perdem totalmente a graça.

Capa do CD Farewell da Tomiko Van

Mas o CD é muito bom. Não sei se quem gostava do DAI vai gostar deste álbum porque os estilos são bem diferentes – o da Van é bem mais calmo. Para quem gosta desse estilo e/ou gosta da voz dela, baixe agora. Tem no JPOPSUKI.

Como eu não sei escrever reviews, muito menos sobre música, limito-me a listar as faixas com comentários inúteis:

  1. Farewell – Meio ahm chinesa?
  2. Morning Glory – piano & violino goodness, e um refrão viciante.
  3. Urara(ka) – …estranha, meio desconjuntada: a batida muda em cada parte da música. (Sinos?)
  4. Essence – uh. Nice.
  5. Horoscope – Nice². Baladinha lenta; piano for the win; mais pra frente entra um violino e tudo rula.
  6. Complacence – Bateria & guitarra – bem no estilo Do As Infinity. Really nice.
  7. Nue no Naku Yoru – batida estilo DAI; flauta?
  8. Holy Planet – OK.
  9. Before Sunset – Outra balada, outro refrão viciante.
  10. Hold Me… – Essa saiu em clipe, e também tá na trilha de um filme. Meio jazz… acho.
  11. A Dream Is a Wish Your Heart Makes – Faz tempo que tou tentando descobrir o que essa música lembra… Acho que música para baile de casamento. Ou algo assim.
    *escreve enquanto ouve a música, resolve procurar a letra, e encontra…*
    QUE MEDO. Essa música é de Cinderella. “O que essa música lembra” era “desenho da Disney”. Eu não lembrava da existência dessa música mas ela devia estar guardada em algum canto obscuro do meu inconsciente. Bizarro.

    A dream is a wish your heart makes
    When you’re fast asleep
    In dreams you lose your heartaches
    Whatever you wish for, you keep
    Have faith in your dreams and someday
    Your rainbow will come smiling thru
    No matter how your heart is grieving
    If you keep on believing the dream that you wish will come true

Espero que a Van faça sucesso e não caia no esquecimento como a myco =(

Changin’ My Life

Cansei. Cansei de ser do jeito que sou. Cansei de me esconder dentro de um aquário.

Faz tempo que penso nisso, mas finalmente tomei a iniciativa. Vou mudar o meu jeito de ser, não vou mais ficar esperando as coisas acontecerem. Vou aproveitar a vida. Carpe Diem.

Ontem resolvi ir numa festa lá. E foi bom. Até fiquei com uma guria. Como eu sempre suspeitei, não há nada de errado comigo, eu mesmo que deixava as boas oportunidades passarem.

A partir de hoje sou outra pessoa.

§ OpenOffice foi comprado pela Microsoft.

§ Google abriu um novo serviço, Google Romance, onde você pode encontrar sua alma gêmea.
§ Aliás o Google foi comprado pela China.

§ OCReMix vai ser pago.

§ Finalmente terminei o TBS2!! Ficou bem legal. Agora só falta aparecer alguém na taverna para jogarmos.

§ Feliz aniversário para o Watanuki, Sakura e Tsubasa!Shaoran.

TAKEI PLEASE HAVE MY BABIES

§ Shaman King #57 SIM ESTE CONTINUA A SER O MELHOR MANGÁ DO MUNDO. Não tenho palavras para a expressar a rulância deste volume.

Eu não consigo acreditar que o Hiroyuki Takei tenha desaparecido e nunca mais tenha desenhado um mangá. Ele é um gênio, droga.

§ xxxHOLiC #1: a versão do JBC ficou boa, tem algumas “liberdades” na tradução que não combinaram muito, mas nada de mais. Foi bom reler, teve vários detalhes que já tinha esquecido…

(=== Início de spoilers fraquinhos! ===)

Por exemplo, o fato da Yuuko adivinhando que o Watanuki mora com pessoas que não são seus pais verdadeiros. Até agora não apareceram essas tais pessoas, o que é realmente muito suspeito. Aliás essa história de viver com pseudo-parentes que nunca aparecem lembra o Yukito…

Outro detalhe que tinha esquecido foi a Yuuko falando que ele vê os Ayakashi por causa de sua “linhagem”… Que linhagem? Gah.

A parte mais legal desse volume é com certeza o Watanuki achando a cópia do báculo da Sakura. Uma coisa interessante que notei foi a tradução da parte em que a Yuuko fala do Clow; no scanlation do BWYS traduziram ele como “evil” e a JBC como “chato” (o que faz muito mais sentido).

(=== fim dos spoilers. Tá, e do post também ===)

ACORDARAM O SADAMOTO

SAIU O VOLUME 10 DE EVANGELION. Depois de 2 anos de espera (uma boa desculpa é que ele esperou o ano de aniversário de 10 anos de Evangelion). O duro é que fui um dia desses no site de Eva, eu vi que tinham mudado a imagem da página principal mas como o webmaster preguiçoso não atualizou a página do mangá nem me toquei.

Agora falta a Conrad traduzir. TRADUZAM. HUAAAAAAAAAaa!!!111

Aliás eles irão fazer uma entrevista com o preguiçoso do Sadamoto e dá para mandar a sua pergunta (“POR QUE VOCÊ DEMORA TANTO PARA DESENHAR ESSE MANGÁ?”).

Capa do esperado volume 10 de Eva - Rei, Mitsuko e Shinji

Oruchuban Ebichu dechu

§ Vi Oruchuban Ebichu completo. Admito que só comecei a ver esse anime porque ele foi produzido pela Gainax e dirigido pelo Hideaki Anno, os mesmos de Evangelion (mas não, não tem nada a ver com Eva).

A história é sobre Ebichu, uma hamster que trabalha de empregada (aka escrava) para a O.L. (nome desconhecido), uma mulher de 25 anos (idade considerada o fim do período ideal para casar no Japão) que pseudo-namora com Kaishounachi (“imprestável”). Os episódios são basicamente sobre as confusões que a Ebichu arruma e as brigas entre a OL e o namorado, que vive a traindo. O clima é bem escrachado, mas o que mais chama atenção é o ahm conteúdo explícito. Não, não é hentai, mas é explícito – a maioria dessas cenas são um sarro, na verdade (como a Ebichu chegando com um apito porque o Kaishounachi tava tentando ahm o “outro” lugar).

Ebichu, Kaishounachi, Maa-kun, OL, Ms Flower Garden

O anime é bem engraçado, só que algumas piadas vivem se repetindo (Ebichu faz besteira / OL espanca-a) o que acaba cansando um pouco. Tem algumas cenas muito boas, como as do Ebichuman, onde a Ebichu vira um super herói cuja tarefa e ajudar mulheres que não conseguem ahm… dexa pra lá.

A animação é bem simples, mas bem feita… o traço dos personagens é bem interessante, eu gosto desse estilo “tão simples que fica bom”. As músicas não tem nada de extraordinário (a única que lembro é o tema do Maa-kun pensando na Ebichu), a OP gruda na cabeça e a ED é bem legalzinha.

EBICHUMAN

Woohoo for:

  • EBICHUMAN!
    From the dark into the dark, it shows up and dissapears.
    From the moon to the stars, no one know what it just into the earnest shopkeeper in the day, the justice maker in the night.
    By the way, they call it… Ebichuman!
  • Maa-kun e sua ahm atração pela Ebichu.
  • MS FLOWER GARDEN. Pena que ela só aparece em 2 episódios.
  • Haikus aleatórios da Ebichu/Ebichuman
  • Barulhinhos que Ebichu faz ao andar

Boohoo for:

  • Voz da Ebichu enche o saco às vezes
  • Piadas repetidas

§ Li Angelic Layer mangá completo (cuidado com a página da Wikipedia se não viu o anime, tem algumas diferenças e acabei de ser spoilerado). Não sei porque tinha botado na cabeça que eram 7 volumes, mas são 5, então o final me pegou de surpresa… mas é bonitinho. Acho que esse é o mangá mais descompromissado do Clamp, e como eu não ligo muito pras lutas, vale mais a pena pelos personagens: principalmente o Icchan e a Tamayo, que são um sarro, e a personagem misteriosa que é revelada no final que me lembra um pouco uma certa pessoa.

§ Eu disse tempos atrás que queria comprar o Toda Mafalda, com todas as tiras dela, e que era caro demais. Mas fui me tocar de procurar na net e ta-da. Só que é em espanhol, ou o que em parte é bom (algumas expressões simplesmente não têm tradução) e em parte é ruim porque sou uma negação em espanhol. Então, para me aproveitar do trabalho dos outros para tornar esta joça mais interessante, algumas tiras:

Mafalda sobre opções

http://img402.imageshack.us/img402/7113/mafaldabondad25c389aab6.jpg

Virtualização

§ Então na aula de Sistemas Operacionais o professor explicou meio por cima o funcionamento de máquinas virtuais. Basicamente, são programas que simulam um computador dentro do seu próprio computador. Assim, é possível rodar um sistema operacional inteiro (o “guest”) dentro do sistema que você usa (o “host”). A máquina virtual captura todos os acessos ao hardware do sistema guest e roda-os no host. O processo é totalmente transparente: para todos os efeitos, o guest realmente acredita que está rodando numa máquina de verdade (e obviamente está, mas não diretamente).

Eu já conhecia as máquinas virtuais e que haviam dois tipos delas. Não vou explicar a diferença porque nem eu sei direito, mas um tipo é bem lento, e o outro tem praticamente a mesma perfomance do host. Para a segunda alternativa o mais famoso é o VMWare, porém ele era pago e eu nunca me interessei em tentar testá-lo.

Depois dessa aula, porém, fui dar uma fuçada no site do VMWare pra entender o que eles têm lá, porque existem umas 200 versões dos produtos deles. Mas uma dela é o VMPlayer, que eu lembrava de tempos atrás ter se tornado grátis. O VMPlayer é uma máquina virtual completa, que permite rodar imagens prontas de sistemas operacionais. Para fazê-las, porém, precisa de um outro produto lá, e embora tenha alguns outros programas grátis que permitam fazer uma, lá no site do VMWare tinha um monte de imagens prontas. Uma delas do Ubuntu Linux, que tava pensando em instalar no lugar do Conectiva 10 que tenho em dual boot no meu PC.

Surpreedentemente, a instalação de tudo foi ridiculamente fácil. O VMPlayer instala como qualquer programa de Windows (tem pra Linux também), só no meio da instalação que o Windows reclamou de instalar drivers sem certificação, dei OK de qualquer jeito e pronto.

Baixei a imagem do Ubuntu e descompactei; abri o VMPlayer, ele pediu pra escolher a imagem, escolhi a do Ubuntu e…

Ta-da. O Ubuntu inicializa normalmente e em pouco tempo tava lá tudo rodando. Sensacional. Som, internet, tudo funcionando. Dei uma testada e a performance é praticamente a mesma dos programas rodando no Windows. Achava que os 512 MB do meu PC não iam aguentar, mas o VMPlayer reservou 192 MB por padrão para a máquina virtual e o Ubuntu roda tranqüilo nisso (também não dá pra abrir um monte de coisas, mas é só aumentar a memória reservada).

screenshot recursivo mostrando return zero sendo exibido no firefox no ubuntu no vmplayer

Outro detalhe legal é que ao se fechar o VMPlayer ele salva o estado da máquina e dá próxima vez que você abri-lo não precisa esperar o sistema bootar: ele simplesmente aparece como você o deixou. Também dá pra configurar a rede de vários modos, inclusive dar um IP para sua máquina virtual – é como se realmente houvesse outro PC na sua rede.

E é isso. O meu plano há muito tempo atrás era continuar no dual-boot mas usar mais o Linux do que o Windows. Porém no PC novo planejei muito mal as partições e acabei ficando mais no Windows, fora que tava ficando cansado dos detalhes irritantes do Linux e de perder tempo fazendo coisas que deveriam ser fáceis de fazer. Porém ainda estava decidido a tentar usar mais o Linux. E agora vai ser infinitamente mais fácil: vou poder usar os dois ao mesmo tempo; vou formatar a partição do Conectiva e abrir mais espaço no HD. Wee!

Agora os detalhezinhos onde me bati:

Eu sou um anjo!!! *smash* Não sou um anjo.

§ Shaman King #56. OMG ESSE É O MELHOR MANGÁ DO MUNDO. Resumo deste volume: Personagem 1 comanda. Personagem 2 deixa de comandar. Personagem 3 comanda. Personagem 2 volta a comandar. Personagem 1 comanda de novo. Personagem 4 comanda. Personagem 1 e 4 comandam juntos. Personagem 5 surge do nada comandando inesperadamente. Personagem 6 pwnzoreia vários outros personagens, com ajuda do personagem mais figurante da história até agora.

A Anna é demais.

§ Vi Gekijōban ×××HOLiC Manatsu no Yoru no Yume (劇場版 ×××HOLiC 真夏ノ夜ノ夢; ×××HOLiC The Movie: A Midsummer Night’s Dream; ×××HOLiC o Filme: Sonho de uma noite de verão) (<- direto do departamento de pedância) e é muito bom. Simplesmente ficou perfeita a caracterização e animação dos personagens. O único defeito foram os ahm… peitos da Yuuko, que estão estranhos. Mas parece que o Clamp reclamou e vão arrumar no anime rs.

xxxHOLiC Movie: Yuuko

O Watanuki está igualzinho ao mangá; estressado, nervoso e preocupado, enquanto a Yuuko e o Doumeki tratam as coisas mais estranhas como se fossem as mais normais do mundo. O Doumeki por sinal ficou impagável, e a Yuuko tem uma boa seqüência de rulância. Ela não tá exatamente como no mangá, pegaram mais o lado estiloso dela e menos do escrachado (embora tenha algumas cenas nesse estilo).

A história em si é boa, nada assim extraordinário mas… Pra resumir toscamente, mais uma Cliente Perturbada vai procurar a Yuuko porque não consegue entrar na sua casa, mesmo tendo a chave; e ao mesmo tempo ela recebe um convite para comparecer na mesma casa (uma mansão na verdade). Arrastando Watanuki e Doumeki juntos, lá ela encontra um grupo de colecionadores que também receberam o convite. E então Coisas Estranhas começam a acontecer.
Deuses eu nunca vou aprender a fazer resumos.

xxxHOLiC Movie: Watanuki, Doumeki

A músicas de fundo ficaram bem no clima. A Sanagi rlz. A animação é muito boa, a mansão ficou bem legal… As vozes combinaram bem também, só a do Doumeki que eu não imaginava tão grossa, mas ficou bom. E eu quase tive um ataque de fanboysm quando ouvi a Yuuko dizendo que não existem coincidências e só existe hitsuzen do exato mesmo jeito que a Mizuki.

Quem quiser baixar chupinhe do Shinsei Subs.

§ Vi Gekijōban Tsubasa Chronicle Torikago no Kuni no Himegimi (劇場版 ツバサ・クロニクル 鳥カゴの国の姫君; Tsubasa Chronicle the Movie: The Princess of the Country of Birdcages; Tsubasa Chronicle o Filme: A Princesa no País das Gaiolas) (<- do mesmo departamento) e é bonzinho.

Tsubasa Movie: Sakura, Shaoran, Tomoyo

A história em si é fraquinha: grupo chega num mundo novo, descobre que vilão obteu poderes estranhos repentinamente (hint hint) e quer fazer alguma maldade. Mas o que compensa é a animação (mesmo estúdio que fez o de Holic, Production IG, que é diferente do estúdio do anime, Bee Train), Kurogane e Fye lutando, e Shaoran fazendo coisas ridiculamente impossíveis mas que bem, ele faz porque ele é o cara. O visual do mundo é bem interessante também.

Tsubasa Movie: Kurogane, Fye, Mokona

Quem quiser baixar teria quer ir no canal de IRC do Shinsei Subs mas já caiu no IsoHunt.

§ Eu sou bonzinho demais. Por mais imbecil que seja uma pessoa eu fico pensando que ela deve ter seus motivos para ser assim. Mas tem gente que realmente é imbecil. Bitch.

§ Mas tem pessoas legais também.

§ Mais uma bronca com o Word Press. Qualquer um acharia logicamente que ao uploadar uma imagem e fornecer o título e descrição, ele usaria o título como o atributo title da imagem e descrição como o alt. Não, ele usa o título como alt e só. Brilhante.

O RLY.

§ Pois bem. Layout novo, a idéia era fazer uma versão Haibane do lay de Lain que fiz tempos atrás. Ficou bonzinho até, mas as minhas habilidades de edição de imagens são ínfimas e isso é o máximo que sei fazer. Pelo menos fiz algo na imagem…

Tava fuçando na net e vi um coiso legal de colocar os links do del.icio.us em sites… taí do lado. Para quem quiser saber como, é só ver o link que postei =) Agora quer ver um jeito de colocar as músicas recentes do last.fm (sei que tem as imagens pra colocar, mas vai destruir o layout). Tem uma feed de texto puro lá, então vai ser só desencavar minhas php skillz e yay for allow_url_fopen ativado (esse server é demais, pena que tenha tão pouca banda). E também quero ver se consigo colocar os eventos do planzo

Agora para as inutilidades de sempre (aka mirror do digg e reddit)

§ Uau. Nota mental: nunca me machucar.

§ Cuidado com quem você dá em cima na net.

§ Howl’s Moving Castle perdeu para Wallace & Gromit no Oscar.

Wallace & Gromit Howl's Moving Castle

Isto é, uma animação estúpida ganhou de uma obra de arte. *histericamente destrói mesas e cadeiras*. De qualquer modo, provavelmente o Miyazaki não podia se importar menos.

§ Por falar no Ghibli, estive lendo as traduções do blog do Goro, filho de Miyazaki e diretor de Tales of Earthsea. Quote:

For me,
Hayao Miyazaki gets zero marks as a father
but full marks as a director of animated films.

É interessante… alguém que consegue criar mundos fascinantes e personagens tão cativantes, incluindo a “família perfeita” de Totoro, ainda assim tem seus defeitos (obviamente…). Goro também conta que a maior oposição quanto a ele trabalhar com animação veio por parte da mãe, com medo que ele tomasse o mesmo rumo do pai…

In this way, ever since I can remember,
at the same time as enjoying them, I have been watching Hayao Miyazaki’s works to understand my father.

Ue ue. Aliás, outro fato interessante: a mãe dele também fazia animação mas largou o trabalho para cuidar do filho (coisa normal no Japão…).

§ Hermione é cachaceira. Que decepção.

§ A Van Tomiko, ex Do As Infinity, vai lançar seu primeiro álbum solo “Farewell” (que nome para um primeiro álbum…) dia 29 de Março. Eba. Lembrando que o guitarrista do DAI, Ryo Owatari, formou uma banda chamada Missile Innovation que já lançou um mini álbum e um single.

§ Saíram os movies de Tsubasa e xxxHOLiC! Já baixei, mas ainda não assisti… Links no CCS Guia, porque tou com preguiça de colocar aqui.

§ O esquema de tags do WP é interessante mas não vejo como poderia usá-lo aqui. Quero dizer… quantas tags botaria neste post?

§ Já achei dois erros na folha de estilos, os links estão iguais ao texto e os quotes bizarros. Oh well…