Review: Shigatsu wa Kimi no Uso

r0shigatsu1

Kousei Arima, criança prodígio no piano que abandonou a carreira por não conseguir mais tocar após um evento traumático. Um belo dia é forçado a acompanhar sua amiga de infância num encontro para apresentar dois colegas, Watari e Kaori Miyazono, que para sua surpresa é uma violinista e que vai mudar sua vida.

Só pelo resumo dá para identificar trocentos clichês, de quarteto amoroso a manic pixie dream girl. Pelo menos não se passa no colegial… porque se passa no último ano do fundamental. Oh boy.

Ainda assim, por ser noitaminA e por aparentar ter uma animação linda, acabei assistindo. 

Pores do sol mágicos everywhere
Pores do sol mágicos everywhere

A animação é realmente muito boa, com destaque para os cenários.

Os maiores problemas foram: logo nos primeiros episódios há algumas indiretas super diretas sobre qual vai ser o desfecho da série, então você passa o tempo inteiro esperando o negócio acontecer. Para piorar, há uma quantidade razoável de enrolação: há umas três repetições do “Arima vai tocar numa competição, começa a ter problemas, invoca o poder de Atena” que cansa. Com algum esforço acho que daria muito bem para reduzir 22 episódios em 13.

Fundos bem detalhados, muito amor

Mas fora isso, há diversas qualidades. Os personagens são interessantes, há bastante crescimento, muitos momentos tocantes. O trabalho de inserir as músicas clássicas nas partes das competições é excelente, já que foi necessário fazer uma performance específica refletindo o momento do personagem (tudo bem que como leigo não sei dizer o quão bom ficou). A trilha sonora é boazinha, com algumas trilhas marcantes.

O destaque final é o próprio final. Não vou dizer se o desfecho é o óbvio, mas a abordagem foi um pouco diferente da usual. A grande sacada é a revelação da importância do nome da série (literalmente “abril é sua mentira”, ou “sua mentira em abril” na versão americana).

Fantástica cena onde Arima é retirado da sombra pela Kaori
Fantástica cena onde Arima é retirado da sombra pela Kaori

A primeira OP é a excelente Hikaru Nara, do Goose house, um grupo conhecido no YouTube pelos covers. Só achei que a versão do YouTube muito melhor; na versão do anime usaram um sintetizador bizarro que soa como MIDI. A outra OP e as duas EDs não se destacam tanto, mas são boas. (Jurava que a primeira ED era do Sukima Switch, a voz do cara é idêntica)

Enfim, recomendo se gosta de música, sentimentos e/ou ótima animação.

r0shigatsu4

Deixe uma resposta